VOCÊ É DONO DE UM RESTAURANTE QUASE NA FALÊNCIA?

VOCÊ É DONO DE UM RESTAURANTE QUASE NA FALÊNCIA?

Você anda a brincar aos donos de restaurante?

“Fod…você é burro!?”

“Você é apenas um ignorante emproado!”

“Você vai falir e eu ainda me vou rir na sua cara!”

“Você não tem tomat… para dirigir um carrinho de pipocas muito menos um restaurante!”

Estas são muitas das observações, adjectivos e acusações que o chefe escocês – e terceiro cozinheiro com mais estrelas Michelin – usa para qualificar os donos e gerentes dos restaurantes que ele tenta ajudar no seu programa “os pesadelos de Ramsay” que é exibido na Sic Radical. Veja aqui a programação: http://www.moo.pt/tv/serie-os-pesadelos-de-ramsay/

Você precisa de ajuda para o seu restaurante?

Se é que vos posso dar um conselho, você que está na área da restauração – e para quem não está, como eu – todos podem, aprender muito com este programa. Inclusivamente você pode salvar o seu negócio através dos ensinamentos e dicas deste chefe de cozinha e donos de vários restaurantes.

E o que é que Gordon Ramsay, faz neste programa?

Ele vai à descoberta de restaurantes à beira da falência, tentando de alguma forma salvá-los aplicando mudanças radicais na ementa, transformando a decoração, alterando a logística e a estratégia, trabalhando o espírito de equipa, passando até por… despedimentos se for necessário!

E você deve estar a pensar: – “se esse tipo se referisse a mim nesses termos, dava-lhe com a frigideira pela cabeça abaixo que ele só despertaria no dia seguinte!”

– Talvez você fizesse isso se o tivesse convidado por carolice. Mas se você se encontra como muitos daqueles donos de restaurante a beira da falência, – e de um ataque de nervos – devendo quantias astronómicas a banca e a individuais. E se você – igual que eles – não soubesse o que mais fazer para remediar a situação, e reconhecesse que aquele grosseiro e arrogante chefe de cozinha com mais estrelas Michelin que um general, você o mais provável é que engolisse em seco os sapos ainda crus e chorasse por mais.

Eu não concordo com aquele vocabulário! Mas o que é menos tolerante, são pessoas que estão a falir, ao ponto de perderem tudo o que têm e ainda ficarem a dever por mais duas vidas, e ainda têm a cara-de-pau e arrogância suficiente para discutir com quem sabe. –  (Depois de verem este programa com certeza irão perceber porque é eu que vos recomendo.)

O mais curioso, é que a maioria dos donos desses restaurantes acha que estão fazendo bem o seu trabalho. Só não sabem porque é que não têm mais clientes, ou os que já têm, não voltam depois de terem lá comido. Alguns deles chegam ao cúmulo da teimosia e da negação e em vez de admitirem que talvez estejam errados, optam por criticar e colocar em dúvida o bom gosto e paladar dos seus clientes.

Você já não sabe o que mais fazer com o seu restaurante?

Numa conjuntura como aquela que agora vivemos, é natural os empresários sentirem-se desconfortáveis e até confusos acerca do que devem ou podem fazer para fazer frente as condições desfavoráveis pelas quais o seu negócio está passando.

As vezes para melhorar as condições do seu restaurante, – ou outro negócio qualquer – bastará efectuar pequenas mudanças na forma de fazer as coisas. Outras vezes, irá necessitar fazer alterações mais profundas. Mas a pior coisa que poderá fazer, é não fazer nada. É enterrar a cabeça na areia, e fazer de conta que nada se passa ou que não há nada a fazer.

Ver o que vai dar, geralmente dá em merd… Não se iluda pensando que o problema do seu restaurante se irá se resolver por si só.

Você não tem a obrigação de fazer tudo sozinho, ou saber tudo, acerca do que quer que seja. Você é apenas um empresário, não um super herói das histórias aos quadradinhos. Se sente que precisa de ajuda para melhor gerir o seu restaurante, peça-a antes que seja tarde. Se frente a um problema se “fechar em copas”, com certeza não será a única coisa que terá de fechar. O seu negócio corre sérios perigos se não encontrar soluções rápidas para seus problemas financeiros.

Peça opinião e a ajuda de amigos e familiares ou recorra a ajuda de profissionais que percebam acerca do problema que está afectando o seu negócio. As vezes pagar, é a melhor forma de poupar e ganhar.

Faça algo antes que não tenha nada a fazer a não ser lamentar nada ter feito. Encontre um “CHEF RAMSAY” para seu treinador pessoal para o seu restaurante e não resmungue como ele. Faça apenas o que ele diz!

Lamentar e culpar a crise, o governo, a ASAE, as grandes superfícies ou o diabo, não vai ajudar a resolver o problema do seu restaurante nem o problema das pessoas que dependem de si para manter os seus empregos. PEÇA AJUDA! Não é vergonha sentir-se a “nora” sem saber o que fazer. Vergonha é não fazer nada por orgulho ou covardia.

Mas se tiver humildade para pedir ajuda, tenha a mesma humildade para a receber. Não como você a quer, mas como deve ser.

Neste artigo, usei como exemplo um negócio na área da restauração. Mas todos os exemplos, conselhos ou dicas a aqui dados aplicam-se a qualquer negócio: restaurante, sapataria, escritório de advogados, padaria, florista…até no seu negócio.

Faço votos de melhoras rápidas para o seu negócio.

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *